2 por 4

à doce melancolia do samba
meu coração, que é bamba, não resiste
e canta, como se amanhã
o mundo não mais existisse
canta aquele rio que passou em minha vida
e levou meu coração
que assobia
rio denso, águas turvas
o samba, nesse corpo enluarado,
me alivia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: