poema distraído

hoje eu acordei desperta!
não havia sol…

…mas havia a clave
no meu corpo ainda

hoje eu acordei um tanto leve
um tanto perdida
numa música
numa ilha

com nome e sobrenome

hoje acordei sem pressa,
sem trabalho, sem espera,
sem ferida, sem expectativa…

mas com o sangue
reverberando um perfume,
um tato de mãos sonoras
provocadoras de lume

hoje acordei um tanto distraída,
quase sem perceber…

que acordei pensando em você

Autor: Vanessa Rocha

Escritora ensaísta, de ficção e de poesia. Palestrante, pesquisadora e professora. Doutoranda em Ciências da Religião, especialista em Psicologia Analítica, Mestra em Comunicação e Cultura, Produtora Cultural e Artística. Três livros publicados e contando...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: