o inevitável

passou, o passado
e radicaliza sua falta de sentido
nesta hora

passou o passado

anunciou sua demora
e partiu

uma hora passa
uma hora se transforma em filme
que deixa marca
mas que não é mais que marca
porque se não gera esforço para lembrar as cenas
elas sequer são lembradas

o acontecido ficou lá
no tempo em que foi presente
e o presente é tão somente o presente

um dia fica tão distante
que deixa de existir no tempo
e se torna uma curiosidade afetiva

somos espectadores da nossa própria vida
o que importa é o que está sendo

passou o passado
e o que vem a partir de agora
é a excitante novidade

o novo que nem sei
e aquele que já brota
fruto de semente plantada sem querer
no rastro de uma gaivota

Autor: Vanessa Rocha

Escritora ensaísta, de ficção e de poesia. Palestrante, pesquisadora e professora. Doutoranda em Ciências da Religião, especialista em Psicologia Analítica, Mestra em Comunicação e Cultura, Produtora Cultural e Artística. Três livros publicados e contando...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: