A sedução da letra

a palavra
me seduz a todo instante
e insiste no torpor
da madrugada errante

corpo inflamado de amor
sigo obedecendo seu chamado

a palavra me alivia
os gritos dos sonhos sucessivos
e meus gestos de entrega, alados
o aperto do peito de lascívia
o desejo de um dia, a calmaria…

a palavra comunica meu afeto
e minha angústia
e com ferro e simpatia
vai tecendo, como linha,
o bordado do meu dia a dia

quisera tão somente a música…
mas é a palavra que dita minha física

minha palavra é beira e caminho
linha e linho

e, ríspida, tece a correnteza
da mais incerta das certezas

quisera tão somente
o silêncio da grande beleza…

mas a palavra é minha vida
e é nela que faço a minha lida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: