filme de Almodóvar

chove
e me atravessa um cheiro de café
entonteço…

acendem um cigarro
e o cheiro do café e o trago
me trazem a lembrança daquela viagem

entonteço…

trabalho…
e eu quase poderia ser uma mulher
à beira de um ataque de nervos

chove
tenho fome e penso o óbvio

estou cansada
trabalho, ensaio,
entonteço…

queria a carne trêmula
a desvendar a flor do meu segredo

o cheiro do café…
a chuva
a memória

nenhum desespero
mas todo o desejo
entonteço…

trabalho
o cheiro do café
o cheiro do cigarro

está cinza
o vento é frio
por hoje chega
necessito um vermelho

é que chega uma hora
em que o corpo desaba
e a pele que habito pede um basta

tenho fome…

paro e desato
penso o óbvio

abrir um vinho
fazer um macarrão

e no labirinto da minha paixão
me esquecer a ver um filme de Almodóvar

entonteço…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: